Celulite O Que É? Tudo O Que Precisa Saber!

O termo médico para este problema é “Lipodistrofia Ginóide”, mas, fora dos dicionários médicos o nome é bastante conhecido, principalmente pela ala feminina.

Celulite o que é na verdade? É uma alteração no estado geral da pele causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, o que as torna inchadas e endurecidas, deixando o local com pequenos nódulos e alterações visíveis (ondulações e retrações). Essas alterações acabam deixando a pele com o aspecto de vários “furinhos” ou de “casca de laranja”.

Vale lembrar que a esta não é uma condição médica grave, ou seja, não acarreta nenhum problema de saúde. Mas, apesar disso, gera muito incômodo e é motivo de reclamações por diversas mulheres.

Estima-se que entre 85 e 98% das mulheres após a puberdade são afetadas. Este problema raramente aparece em homens, porque também tem relação com as mudanças hormonais sofridas pelas mulheres.

O Que é a celulite e como se forma?

A pele casca de laranja é formada quando há um estiramento da pele em um curto período de tempo associado ao acúmulo de gordura e edema. Este acúmulo acaba comprimindo os vasos e diminuindo a nutrição, a oxigenação e a vascularização local do tecido. Como defesa a esse processo, o corpo aumenta a produção de travas de colágeno, gerando a aparição de depressões, que são os “furinhos” que nós tão bem conhecemos.

É importante ressaltar que a celulite não tem cura. Mas, com os tratamentos adequados é possível amenizar o problema e torná-lo totalmente imperceptível, como pode confirmar aqui!.

Saiba o que causa celulite

Apesar de muito conhecida, existem poucos estudos sérios a respeito da celulite e, por isso, suas causas não são muito definidas. Sabe-se, entretanto, que alguns pontos são relevantes no surgimento do problema.

Entre as principais causas, estão:

1. Genética: algumas pessoas têm, geneticamente, mais predisposição para acumular gordura no tecido subcutâneo e também a desequilíbrios hormonais;

2. Alterações hormonais e circulatórias: problemas de circulação diminuem a capacidade do corpo de eliminar toxinas, gerando uma retenção de líquidos e o aparecimento da pele casca de laranja;

3. Alimentação desequilibrada: alimentos ricos em açúcar e gorduras podem ser um gatilho para o surgimento ou agravamento da condição;

4. Fumo, stress e vida sedentária: o cigarro dificulta a circulação, aumentando a retenção de toxinas e dificultando a oxigenação dos tecidos. O stress e a vida sedentária também contribuem para uma condição geral ruim da pele.

5. Uso de pílulas anticoncepcionais: os hormônios das pílulas muitas vezes contribuem para a retenção de líquidos e inchaço, que acabam agravando o problema.

Quais os tipos de celulite?

Os graus são avaliados através da “Cellulity Severity Scale”, uma escala de severidade, o que permite entender muito mais facilmente o que é celulite e como se forma. O método foi desenvolvido pelas dermatologistas brasileiras Doris Hexsel, Camile Hexsel e Taciana Del Forno.

A classificação leva em conta as principais características da pele casca de laranja, como: número e profundidade das depressões, aspecto das áreas elevadas, presença de lesões elevadas, presença de flacidez e graus da antiga classificação. Cada um desses itens recebe uma pontuação de 0 a 3, e a soma total mostra se o problema pode ser considerado leve (1 a 5 pontos), moderado (6 a 10 pontos) ou grave (11 a 15 pontos).

Esta classificação é importante porque indica o tipo de tratamento correto que deverá ser seguido pela paciente.

Graus de celulite

Grau 1 (Leve):

- A celulite é interna, não é vista ou sentida

- Os vasos estão mais permeáveis e as toxinas começam a se instalar

- Se apertar a pele com força, minúsculos “furos” aparecerão

- Quando tratada neste estágio há possibilidade de melhora de 90%

Alguns tratamentos:

Cremes: Sollutions Body Cellu-Defy da Avon (R$ 45) – possui extrato de folha de carambola, que auxilia na queima da gordura e proporciona mais firmeza a pele.

Exercícios:

Ao invés das atividades aeróbicas, dê preferência a musculação, já que o acúmulo de gordura é pequeno. O treino deve ter poucas repetições e bastante carga, o que irá estimular a circulação sanguínea.

Tratamentos estéticos: Opte pela drenagem linfática por duas vezes na semana.

Grau 2 (Moderada):

- A pele tem um aspecto acolchoado

- Há comprometimento do sistema linfático

- Quando a pele é apertada, fica amarelada devido ao acúmulo de líquidos (início da formação de edemas)

- Surgem vasinhos arroxeados na região

- Quando tratada, a chance de melhora é de 70 a 80%

Cremes: Drencell Sérum Anticelulite da Dermage (R$ 115) - contém nicotinato de metila, capaz de melhorar a circulação local, descongestionando a pele e melhorando a muito a sua aparência.

Exercícios: Atividades aeróbicas como a corrida e a caminhada acelerada são bastante indicados. Também realize exercícios localizados com foco nos membros inferiores.

Tratamentos Estéticos: A radiofrequência é a mais indicada para este tipo de celulite porque estimula o metabolismo e a circulação da região tratada, além de favorecer a contração de colágeno. São indicadas pelo menos 8 sessões, sendo duas por semana.

Grau 3 (Moderada mais intensa)

- A superfície da pele tem aspecto de gomos visíveis e os nódulos podem ser sentidos com o toque

- A pele está mal nutrida e não raro existe desidratação do tecido, com mais aspereza na textura e dilatação dos poros

- Surgem microvarizes

- Os primeiros sinais de dor e inchaço começam a aparecer

- A pele fica mais fria na região afetada, devido à má circulação sanguínea

- Com o tratamento adequado, é possível melhorar até 60% da aparência da pele

Cremes: Bye Bye Celulite e Firmador da Nívea (R$ 29,90) – possui L- Carnitina que transporta a gordura dissolvida nas células para as mitocôndrias (organelas responsáveis pela geração de energia para o corpo).

Exercícios: Aposte em atividades aeróbicas como a bicicleta e o transport (elíptico) porque eles aceleram a queima de gordura e ajudam no fortalecimento das pernas e glúteos. A musculação também deve ser realizada, mas em forma de circuito, com pouco peso e muitas repetições. Isso irá estimular a resistência muscular e também ajudar a queimar as gordurinhas extras.

Tratamentos Estéticos: Use o Velashape II que combina massagem mecânica (semelhante a uma drenagem linfática), vácuo, radiofrequência e raios infravermelhos. Esse combo aquece os tecidos, reduzindo as células de gordura e estimulando o metabolismo. São indicadas dez sessões, uma vez por semana.

Grau 4 (Grave)

- Fica evidente até mesmo sob as roupas

- As fibras formam nós e as células de gordura se agrupam criando nódulos que prejudicam a circulação

- Os nervos podem ser comprimidos, deixando a região endurecida e dolorida

- A circulação está bastante comprometida, dificultando a eliminação de toxinas, o que agrava ainda mais o quadro

- Com os tratamentos, a expectativa de melhora é de 30%

Cremes: Body Care da Mezzo Cosméticos (R$ 71,50) – possui extratos vegetais de marapuama e catuaba que reduzem a rugosidade da pele e tonificam o relevo cutâneo.

Exercícios: Busque trabalhar com exclusividade os músculos dos glúteos e das coxas. Faça séries longas com pouco peso.

Tratamentos Estéticos: Invista na combinação de radiofrequência multipolar com pulsos magnéticos que vão aumentar a dilatação dos vasos sanguíneos (melhorando a circulação) e a síntese de colágeno e elastina, que ativam mecanismos de autorreparação. São indicadas oito sessões semanais.

O tratamento deve ser contínuo

Para que os resultados alcançados não sejam desperdiçados é preciso manter alguns itens como uma alimentação balanceada e exercícios. Em alguns casos, tratamentos estéticos periódicos e o uso frequente de cremes também devem ser pensados para evitar o efeito rebote (com a volta do problema ou piora posterior da situação).

Você sabia o que é a celulite? Deixe o seu comentário!

Comments

comments

Ajude a divulgar meu blog
Basta compartilhá-lo, não custa nada!
E eu agradeço demais !